Domingo é dia de Rastro!!

blog de viagens desbravando madridÉ verdade… Já levo algum tempo sem escrever por aqui.
Peço desculpa, mas as coisas têm andado complicadinhas para os meus lados. Entre que ando a mil no trabalho, chego a casa sem energia nem para fazer o jantar e decidi começar uns quantos projectos DIY novos, o tempo (e a vontade) para escrever no blog têm vindo a diminuir exponencialmente.

blog de viagens desbravando madridOntem foi domingo… E domingo em Madrid significa, acima de tudo, El Rastro! Continuar a ler

Anúncios

Quem quer ver museus à borla?

Uma dia, enquanto passava em frente ao Museu do Prado, ouvi um senhor sem abrigo gritar para quem o quisesse ouvir que era uma estupidez pagar para ver os museus da cidade! E isto porquê? Porque todos, ou quase todos, têm horários gratuitos durante certos dias da semana!

Continuar a ler

Templo de Debod

Pano_0061

Nem todas as pessoas que vêm a Madrid passam pelo Templo de Debod. Por estar um pouco mais afastado da rota turística, muitas vezes é deixado de fora. Talvez por preguiça, talvez por desconhecimento, ou se calhar porque – como diz a minha tia – “para quem já foi ao Egipto, isto não é nada…”.

Qualquer uma destas razões é válida, se bem que eu acho uma tontería não visitar este pedaço de história tão importante. E é por esse motivo que o incluo sempre no meu Roteiro Turístico de Madrid! Continuar a ler

Andén Cero

P1050363

Nos últimos meses tenho tentado passar de parecer uma mulher madura de 40 anos cuja vida é trabalho-casa-trabalho, a parecer a jovem de (quase) 26 anos que sou! Portanto decidi começar a ir trabalhar mais cedo para poder sair mais cedo da empresa e ter mais tempo durante a tarde para mim! E não é que está a resultar?

Continuar a ler

Os muros da Tabacalera

4567

Quem conhece a Tabacalera sabe que a toda a volta existiam aqueles muros cinzentos e feios, que davam um aspecto um pouco degradado a todo o complexo.
Durante o mês de Maio, e enquanto passava por ali, vi que estavam a fazer uma intervenção aos muros e que vários graffiters/artistas os estavam a pintar. Estiveram ali uns bons 7 dias e isso atraiu muitos curiosos à Glorieta de Embajadores e à Calle Miguel Servet. Ainda tive a oportunidade de ver um deles a acabar a obra e a assiná-la, mas sinceramente não fazia ideia do porquê de tal intervenção.

Continuar a ler